Análises de Terreno Biológico

 

(BTA – Biological Terrain Analysis)

“Quando as folhas de uma planta ficam castanhas, não as pintamos de verde. Procuramos a causa do problema. Ideal seria que fizéssemos o mesmo com a nossa saúde.”

Dr. Frank Lipman

O que é o Terreno Biológico?

Todas as células se encontram, essencialmente, no mesmo ambiente – o fluido extracelular – o ambiente interno do corpo, também chamado de Terreno Biológico.

A melhor descrição possível para o termo “terreno biológico” é, provavelmente, o contexto ambiental de uma célula. A modificação do terreno biológico é feita diariamente por todas os indivíduos através de:

 

  • Níveis de actividade física;
  • Níveis de ingestão de água;
  • Níveis de ingestão de potássio vs. sódio,bem como outros minerais;
  • Capacidade e eficácia excretória;
  • Capacidade e eficácia de absorção de nutrientes, etc.

As Análises de Terreno Biológico permitem identificar quais os pontos de desequilíbrio que devem ser alvo terapêutico.

Como se processam?

BTA (Biological Terrain Analysis) é uma evolução do método de Vincent (comprovado há mais de quarenta anos e testado em mais de 60.000 casos) que consiste na análise dos 3 principais fluidos do nosso corpo (pequenas amostras de SANGUE, SALIVA E URINA), a fim de determinar o ambiente interno do organismo; 

É dele que todas as trocas celulares metabólicas dependem, bem como o suprimento de alimento para as células e a eliminação de resíduos gerados pela atividade celular.

Esta metodologia de análise avalia os parâmetros eléctricos de qualquer tipo de solução líquida, definindo os rácios de acidez (pH), oxidação (rH2) e resistência eléctrica(R).

Ao contrário da medicina convencional, que trata especificamente do estudo químico e estrutural, a bioelectrónica concentra-se em factores eléctricos e electromagnéticos, apresentando um instrumento de diferente alcance e complementar de outros métodos.

O que é possível avaliar?

As tendências que o terreno apresenta:

  • A nível geral
  • Capacidade de resposta geral;
  • Capacidade de absorção de nutrientes
  • Capacidade excretória.

É feita a análise da condutibilidade e impedância dos tecidos, assim como o potencial eléctrico capaz de manter metabolismos a funcionar correctamente.

Ao nível dos sistemas e órgãos (rins, fígado, sistema digestivo, etc.), é possível verificar onde se localizam as falhas, bem como possíveis compensações metabólicas que estejam a ocorrer e que podem conduzir ao desequilíbrio do organismo.

É também determinado:

  • Nível de stress emocional
  • Poluição electromagnética
  • Nível de acidez
  • Nível de oxidação
  • Degeneração do Terreno

Avaliar se o terreno está em equilíbrio ou apresenta tendência para:

  • Desequilíbrios auto-imunes
  • Infecções virais
  • Infecções bacterianas
  • Reacções alérgicas
  • Reacções alérgicas
  • Problemas cardiovasculares.
  • Níveis elevados acidez e oxidação